Kim Kardashian estampou uma das capas para Love Magazine, na qual Cara Delevingne participou como editora convidada.

 

Confira a entrevista de Cara Delevingne e Kim Kardashian pra Love Magazine:

Uma conversa entre as duas mulheres mais fotografadas do mundo

Introdução Jonathan Heaf

Kim Kardashian West: Por que você tem três iPhones?

Cara Delevingne: Um é para trabalho, um é para diversão, o outro é…mais diversão?

KKW: Isso é ridículo. Eu tenho dois celulares. Você está me dando ansiedade de telefone.

CD: Eu tenho um amigo que tem cinco.

KKW: Eu entendo se os celulares são diferentes, tipo um Samsung e um BlackBerry e um iPhone…mas três iPhones?

CD: Eles tem números diferentes. Apenas algumas pessoas têm esse número especial…

KKW: Qual número eu tenho então?

CD: (risadas) bem, erm…

KKW: Viu, isso que é complicado – celular – número de etiqueta. O que você fala pra alguém quando eles não tem o número? Pessoas podem ficar bem chateadas sobre esse tipo de coisa.

CD: Certo. Podemos começar?

KKW: Bem, nós podemos voltar a conversa de onde paramos em Londres? Nós estávamos conversando e agora estamos em Paris. Mal posso esperar para pegar o avião amanhã. eu tenho que provar umas roupas, depois uma entrevista e então casa.

CD: Quantas entrevistas vocês faz por semana?

KKW: Não o tanto que você pensaria. Eu fiz muito menos no ultimo ano. quando eu fiquei grávida eu fiz essa decisão. A única vez que nós vamos aparecer na mídia/ir a imprensa é quando nosso “show” estiver lançando, então nessa época eu sentia que eu não poderia fazer nada para a imprensa da forma como eu fazia. estando assim grávida eu não me senti tão grande.

CD: Eu notei que depois de fazer tantas entrevistas você tende a seguir um script, como você tem geralmente sido perguntada a mesma coisa de novo e de novo. Eu fico insensível a isso e nem sequer ouço o que estou dizendo. Isso acontece com você?

KKW: Não, as vezes eu sinto que as pessoas fazem perguntas que elas realmente não entendem. Ou elas não são educadas sobre o assunto, então eu faço isso meu objetivo para garantir que eu estou sendo entendida corretamente. Um monte de jornalistas tem uma noção preconcebida sobre quem eu sou e o que eu represento, então eu gosto de provar que estão errados. Mas claro, há momentos – especialmente quando estou com minhas irmãs e nós estamos de mau humor ou cansadas. Então nós podemos apoiar umas as outras – isso ajuda.

CD: Deve ser ótimo ter esse suporte, eu acho que você recebe várias perguntas sobre sua vida pessoal, considerando que eu não recebo. Se eu receber, eu não as respondo.

KKW: As vezes as pessoas ultrapassam os limites, com certeza. Só por que eu vivo minha vida em um reality show não quer dizer que eu vou compartilhar meus segredos com você. As pessoas assumem que eu me sinto confortável respondendo a tudo e qualquer coisa. Eu tenho tido pessoas fazendo tantas perguntas pessoais.

CD: Tem que haver um limite.

KKW: Mas se eu me queixar as pessoas acham que estou sendo uma vadia, e não jogando o jogo, o que é ridículo.

CD: Como você define o sucesso?

KKW: Uma pessoa que não é preguiçosa, que trabalha duro. Não importa qual é seu objetivo final, eles precisam estar ocupados. Não há nada que eu não possa aguentar mais do que uma pessoa que espera por um percurso fácil. E alguém que não trabalhe duro. Quer se trate de modelagem ou seja lá o que fazemos, nós levantamos com um propósito e trabalhamos duro, e as vezes isso fica esquecido. Eu trabalho pra caramba. As pessoas acham que isso é fácil, e talvez isso é mais fácil pra você do que pra mim, mas eu deixo uma sessão de fotos usar partes do meu corpo que eu não usei por anos. As poses que você tem que fazer são muitas vezes ridículas. Então sucesso não é uma quantia em dinheiro, é sobre ética de trabalho.

CD: Wow. Ok. Boa resposta. Pergunta aleatória: Por que não South (West)?

KKW: Eu não gosto do nome “South”!

CD: Você já conheceu alguém mais chamado North?

KKW: Eu não, mas depois que eu tive seu treinador, que conheço há 15 anos, seu assistente tem dois filhos e os nomes deles são North e Blue (o nome da filha do Jay Z e da Beyonce). E eles tem 6 e 7 anos. Quero dizer, o quão estranho isso é? Mas isso saiu na imprensa (sobre North) e eu acho que as pessoas pensavam isso com essa brincadeira: “Ah, Kanye e Kim vão chamar sua filha de North West” e até mesmo Jon Leno tinha me perguntando nesse bate-papo e eu neguei. Mas então a gente começou a pensar seriamente sobre isso e eu disse pro Kanye: “Eu meio que gosto desse nome hippie “North”” e um par de pessoas (entre eles Ana Wintour) manteve nos dizendo que adoraram North, e isso apenas parou. Mas South não. Apesar de um dos meus amigos colocar o do filho deles de Easton, e eu acho isso fofo também.

CD: Como é que você se desliga da loucura?

KKW: Eu não acho que já consegui isso. Mas ok. É engraçado. Quero dizer, eu mal posso esperar para pegar o avião – os aviões costumavam ser meus momentos de silêncio, quando eu podia desligar, literalmente. Agora claro que eu tenho a North, então não tenho certeza se vou ser capaz de desligar completamente. Eu não tenho um “tempo livre” no momento.

CD: Como você deseja ser lembrada?

KKW: Como alguém que é gentil. Eu realmente nunca penso sobre isso.

CD: O que você queria fazer quando você era jovem?

KKW: Sempre foi moda para mim. Eu trabalhei numa loja de roupa quando eu tinha 16 anos e nós abrimos nossa loja quando eu era bem jovem. Mas reality TV foi uma coisa que eu fiquei viciada. Quando eu tinha 12 anos minha amiga e eu estávamos assistindo MTV’s The Real World, e olhamos um para o outra e apenas sabíamos que nós tínhamos que fazer um audition tape (teste para atuar em algum filme/serie, etc) quando tivéssemos 18 anos. Ela queria ser uma diretora mas eu queria realmente estar nas series.

CD: Se você fosse um animal, qual você queria ser?

KKW: Eu não sou tipo a pessoa mais animal. Alguma coisa quieta.

CD: Um filhote de coelho?

KKW: Não, teria que ser mais luxuoso que isso. Eu não quero ninguém me caçando. Talvez uma chinchila?

CD: Sim, é macio e doce e quieto. E um hamster?

KKW: Não, uma hamster não. Definitivamente não.

LOVE: Qual é Cara você precisa responder isso também.

KKW: Sim, eu sinto que você seria um leão

CD: Eu acho que eu seria um macaco

KKW: Eu gostaria de ser um cavalo-marinho

CD: Ah, isso é fofo

LOVE: Se você é um cavalo-marinho você pode ter relações sexuais com você mesmo.

KKW: Sério? Ótimo! Eu sabia que eu queria ser uma cavalo-marinho por uma razão. Eu sempre quis saber como isso era.

CD: (Para Kim) Você está jogando footsie (O ato de ficar encostando no pé da outra pessoa com o próprio pé) comigo?

KKW: Estou?

CD: Sim, mas tudo bem.

KKW: Próxima pergunta

CD: Se os programas de TV nunca tivessem acontecido, o que acha que estaria fazendo agora?

KKW: Apenas coisas com nossa loja de roupas. Se que o programa de TV não tivesse acontecido e eu sinto que eu tenho estado obcecada com maquiagem, então eu adoraria ser uma maquiadora. Na verdade, eu retiro o que eu disse – o que eu realmente quero ser é uma investigadora de crimes. Eu sou obcecada por assassinatos e corpos mortos. Eu seria a melhor investigadora.

CD: Você já viu um corpo morto?

KKW: Eu nunca vi um corpo morto real mas adoraria estagiar para um investigador privado. Eu me lembro pedindo a Bob Shapino (um advogado que estava no conselho de defesa para OJ Simpson) que se ele tivesse um caso grande e maluco de assassinato eu adoraria estagiar ou ser uma assistente ou investigadora. Eu acho que eu poderia resolver crimes.

CD: Você acha que será famosa pra sempre? Ou teme que a fama vá embora?

KKW: Eu realmente não temo nada. Se você tivesse me perguntado isso alguns anos atrás eu teria dado uma resposta diferente. Mas se isso tudo tiver parado amanhã eu estaria totalmente bem com isso. Eu me mudaria para Paris e teria uma vida tranquila. Eu acho que quando a gente finalmente encontra paz com alguém, e alguém que você está suposta a passar o resto da sua vida, e você tem uma família, nada mais importa. Eu me preocuparia se a fama durasse para sempre – você espera algum tipo de normalidade em algum momento. Até hoje, nós tivemos que traçar como levar minha filha para fora do apartamento e ir brincar no parque como uma garotinha normal. E tê-la segura. Nós descobrimos isso usando casas de amigos e nós somos abençoados com isso. Nos Estados Unidos nós sempre temos que ir em parques privados e condomínios fechados e isso é uma merda, como eu tive uma infância tão normal. Mas eu não estou me queixando – você apenas trabalha em volta disso. Kendall teve uma infância muito normal, apesar de algumas das loucuras. Eu pego dicas com ela.

CD: Qual é o melhor dia que você teve na sua vida?

KKW: Provavelmente meu casamento, como minha filha estava lá também.

CD: Você tem uma família extremamente firme. Como você vai garantir o legado que isso carrega?

KKW: Eu acho que ter um par de filhos ajuda. Ter irmãos e irmãs é muito importante. Kanye e eu nos comunicamos tão bem. Nós estamos no telefone toda hora. A primeira vez que nós se falamos no telefone foi por 8 horas seguidas, então nós somos bons ouvintes e faladores. Eu estou aprendendo bastante com meus pais. Eles nunca tiveram uma discussão na nossa frente. Bem, até eles se divorciarem. Mas tudo se trata de comunicação.

CD: Se você pudesse falar todas as línguas do mundo ou tocar qualquer instrumento musical, qual seria?

KKW: Falar todas as línguas. Eu pedi um violino para o natal e também aulas de piano. Eu toquei violino quando eu estava na escola primária e eu adorei.

CD: O violino é difícil, ficar bom nisso pode ser trabalhoso. Se você tivesse que ouvir uma musica pelo resto da sua vida, qual seria?

KKW: É uma musica que Kanye escreveu pro seu próximo álbum (Only One, com o Paul McCartney) – é muito doce e tem a ver com nossa filha. É muito tocante e eu amei.

CD: Qual sua palavra favorita?

KKW: Amor.

LOVE: Quanto nós pagamos para você dizer isso?

KKW: (risadas) Ah sim, é o nome da revista. Realmente é. Que coincidência.

CD: Você deixaria North jogar seu aplicativo (Kim Kardashian: Hollywood)?

KKW: Sim. Eu acho que eu deixaria North fazer um monte de coisas. Eu realmente sou uma mãe relaxada. E eu gosto de ver a experiência dela. Essa manhã, eu não sei porque mas ela estava brincando com todo esse fio dental. Outra pessoa poderia tirar isso dela mas eu apenas assisti e deixei ela explorar. Ela está começando a usar iPhone no momento. Porém ela não tem três, ao contrário de você.

CD: Qual foi o show de moda favorito de North nessa temporada?

KKW: Eu teria que dizer Givenchy porque ela viu sua tia Kendall desfilando. Mas Balenciaga foi o primeiro dela – então, sabe, ela esta vivendo a vida. Ela tinha seu próprio bilhete e assento em Givenchy com “Mademoiselle Norht” escrito. Incrível.

CD: Você acha que você é mais espiritual ou religiosa?

KKW: Eu acho que sou bastante religiosa, mais do que as pessoas assumem. Eu cresci bastante cristã, toda noite de sábado nós não podíamos dormir fora como nós tínhamos que ir a igreja domingo de manhã. Eu vou criar minha filha para ir para igreja. A interpretação do meu pai sobre a bíblia era muito literal. Eu sou mais espiritual, talvez.

CD: O que você faz que sente prazer mas culpa ao mesmo tempo?

KKW: Não existe nada que eu goste mais do que sentar em casa e assistir programas de detetives. E eu passo por períodos de diferentes lanches que eu gosto, biscoitos e e assim por diante. Meu jeito de parar de depender deles é comendo bastante até eu nunca mais querer comer de novo. Toda vez que eu almejo algo eu sempre faço isso para acabar com minha obsessão.

CD: Se você pudesse usar apenas um rótulo/marca, para sempre, qual seria?

KKW: Givenchy. Você pode ser os dois, conservadora e realmente sexy. Serve pros dois humores.

CD: Qual é o maior equívoco sobre você?

KKW: É engraçado, eu costumava realmente se importar. Eu acho que existem muitos equívocos que, por onde eu começo? Quero dizer, eu vejo algo tipo “eles foram rudes no show do Lanvin”, isso me faz rir. Aparentemente nós estávamos conversando nos bastidores com Alber (Elhaz) e atrasamos o show, mas nós nunca ouvimos isso. As pessoas apenas inventam essas histórias. Jornalistas – atual empresa excluída – são apenas preguiçosos e não pegam todos os fatos. Isso me irrita sempre que alguém diz “O que você faz na verdade?” tudo o que eu penso é “Como você é tão ignorante que você não sabe?”

CD: Você acha que as pessoas falam isso pra te irritar? Você sempre fica agressiva?

KKW: Não. Eu posso falar merdas pros meus amigos mas eu sempre tento e sou politicamente correta. Eu penso sobre isso quando alguém me pergunta “O que você faz?” sob minha respiração eu quero dizer “Pergunta pra porra da minha conta bancária o que eu faço” mas eu nunca diria isso na frente de alguém publicamente, apesar de que eu acho que eu disse isso agora. Eu tento ficar calma e deixo a piada sobre eles.

CD: Você consegue cozinhar?

KKW: Não o suficiente, mas as refeições que eu consigo cozinhar são ótimas: macarrão e frango, macarrão e linguiça e legumes, ou comidas individuais: macarrão com queijo, frango, salada, pão de milho. Eu também cozinho café da manhã pra gente toda manhã, ovos e coisas do tipo.

CD: Se você fosse uma onomatopéia, o que você seria?

KKW: Se eu fosse o que?

CD: Uma onomatopéia – Uma palavra que soa com qualquer coisa que você está descrevendo. como “splash” e “boom”

KKW: Glitz? Isso vai soar muito malcriado.

CD: Sim! Isso serve. Você se sente mal sobre North crescer na frente das câmeras?

KKW: Não. Nós estamos vivendo uma vida incrível porque crescemos na frente das câmeras então não me sinto assustada. Quero dizer, as mídias sociais é que me assustam, não as câmeras. Quantas crianças você vê que se enforcam ou se matam por causa de cyberbullying, e isso é muito triste que não há nenhum filtro que pega as coisas repugnantes que as pessoas escrevem. Não apenas celebridades mas crianças normais. Você pode realmente destruir o espírito de alguém. Eu vejo tudo desde ameaça de morte a chamar pessoas de “gorda”. De certa forma eu estou condenada se eu fizer ou não fizer. Se eu não posto fotos da North então eu recebo abuso sobre não “compartilhar ela”. Se eu posto, as pessoas me acusam de estar vendendo ela. Eu me lembro de uma foto que eu postei da North em uma tolha tendo acabado de dar um dos seus primeiros mergulhos e ter dado seus primeiros passos e eu estava tão animada. Esse comentário eu lembro que dizia “eu espero que ela se afogue e morra” e eu fiquei chocada. Quem criou essa pessoa? Quem escreveria isso? Então sobre as câmeras eu não estou tão preocupada, estou mais com a negatividade e o abuso das mídias sociais.

CD: Na escola nós costumávamos ter uma caixa onde você podia colocar em comentários sobre coisas que você estava pensando, mas na mídia social você sabe que as coisas que eles escreve ninguém se atreveria dizer na sua cara. Mesmo se eles estivessem loucos e instáveis mentalmente eles não seriam capaz de falar essas coisas alto. Porque eles só pode escrever isso e sentir que podem agir anonimamente e eles acham que podem fugir com isso.

LOVE: Kim, isso faria você querer deixar o instagram?

KKW: Sim. Em certo ponto faria. Eu não estou nesse ponto ainda mas eu posso ver isso acontecendo. Eu quero fazer o que eu conseguir para controlar isso.

CD: Você já respondeu um troll?

KKW: As vezes, mas não para certas pessoas já que eu não quero dar nenhum poder a elas.

CD: Qual é a única coisa que você quer ensinar a North?

KKW: Que ela não vai ser mimada. Ela terá que trabalhar. Eu tive minha mesada cortada quando eu tinha 17 anos e isso me ensinou muito. Nada nessa vida vem de graça.

CD: O que é tem na sua lista de conquistas/desejos?

KKW: Eu sinto como eu tenho visto muitas coisas. Eu realmente quero ir para Armênia, onde minha herança reside, e eu acho que eu vou ano que vem. Minha lista de conquistas é realmente ver minha filha crescer. E ter mais bebês.

CD: Quantas vezes você acha que esteve apaixonada?

KKW: Quando você é jovem você acha que está apaixonado. Mas olhando pra trás, esse amor adolescente é real mas também é uma paixão passageira. Ou luxúria/desejo. Eu acho que se contar ser apaixonado por seus filhos e pais e assim por diante, é um monte, mas se você diz apenas relações então provavelmente… três vezes. as pessoas acham que eu e Kanye ficamos juntos rapidamente e que isso foi um grande turbilhão, mas tem sido uma amizade de 10 anos. E isso é onde eu pertenço, isso é pra sempre. Nós vamos crescer e evoluir juntos. Se tivesse sido alguns anos atrás não teria funcionado. A hora é agora. As pessoas são bastante jovens e impacientes.

CD: Você já mijou na rua?

KKW: Claro. Sabe, Kourtney foi um pouco mais notório pra isso, na verdade. eu me lembro que nós estávamos no Delano em Miami – eles provavelmente nunca mais irão deixar nós ficarmos lá – e ela foi atrás de uma cortina. Ela apenas agachou e fez xixi. Eu não sei onde eu fiz xixi, talvez eu estava acampando.

CD: Você gosta de acampar?

KKW: Não, eu não gosto de acampar. Eu fiz isso uma vez anos atrás. Não eu, nós fizemos isso para TV

CD: Que tipo de roupa íntima o Kanye usa?

KKW: Ele usa o que eu acho que se chama cueca boxer. Não os shorts grandes, nem as cuecas apertadas, mas o outro tipo. Sempre pretas.

CD: Ele não tem nenhum desenho animado nas calças?

KKW: Não

CD: Nenhuma estampa de leopardo?

KKW: Não. Sem etiqueta, estampas, nada.

CD: Nenhum dia da semana?

KKW: Não!

CD: Você já vestiu meias listradas?

KKW: Eu uso meia calça. Eu acho elas bem quentes.

CD: É verdade que você não gosta de bunda grande?

KKW: Não, eu gosto de um bumbum grande, mas eu acho que depois da minha filha meus quadris ficaram um pouco grande e eu não gosto dessa aparência. Você sempre quer o que você não pode ter. Eu adoraria trocar de corpo com a Kendall só por uma semana. Só para olhar daquela altura e caber em tudo perfeitamente. Olha, eu já tive uma bunda grande, eu já tive quadris curvados, mas eu juro minha bunda tem que ser algo tipo 50 (polegadas). Eu medi e me pesei todos os dias. Mas meus quadris estão reduzidos pra tipo 40. Eles estavam tipo 38 antes do bebê, então é difícil de manter.

CD: Você saltaria de pára-quedas?

KKW: Eu já saltei, e foi insano.

CD: Você se mijou um pouco?

KKW: Eu não mijei um pouco. Foi muito divertido. Não é uma coisa que eu faria depois da North nascer, como você percebe o quão a vida é preciosa e eu nunca poderia imaginar ela crescendo sem mim.

CD: Quando foi a ultima vez que você chorou?

KKW: Talvez quando eu assisti A Culpa é das Estrelas? Eu realmente tenho um choro feio.

CD: Você pode levar uma coisa pra uma ilha deserta – o que seria?

KKW: Meu celular, com bateria ilimitada.

CD: Você já teve uma relação com uma pessoa do mesmo sexo?

KKW: Não.

CD: Isso está na sua lista de desejos?

KKW: Não está, na verdade.

CD: Você nunca tentou nada uma vez?

KKW: Eu não preciso tentar tudo uma vez. Eu nunca tive o impulso. Eu não sou assim disposta.

CD: Eu só pensei que com o footsie eu estava lá…

KKW: (risadas) Desculpe

CD: Se você estivesse pedindo comida chinesa, o que você teria?

KKW: Eu sou obcecada por esse lugar em L.A chamado 9021Pho. Eles têm esses pratos de macarrão do Mein da comida que eu amo. Eu amo o frango com laranja.

CD: Qual seu livro favorito?

KKW: Tuestday with Morrie

CD: Qual a coisa menos elaborada e romântica que o Kanye fez por você?

KKW: Quando nós fomos caminhar a noite em Paris, apenas nós dois. Nós fomos de hotel para o hotel e pedimos chocolate quente. Ou ele vai me acordar no meio da noite e apenas querer caminhar como as ruas estão vazias.

CD: O quão grande é muito grande?

KKW: Não existe tal coisa.

CD: Qual sua roupa íntima favorita?

KKW: Eu só comecei a usar roupa íntima há um mês atrás – eu nunca usei roupa íntima até então. Eu gosto de Hanky Panky.

CD: Eu gosto Sexy Panties e Naughty Knickers – uma ótima marca. Eu comecei a usar Spanx o outro dia. Eles tem crotchless também.

KKW: Ah, a que você pode fazer xixi? Mas eu sempre faço xixi nas minhas Spanx, é um desastre. Elas não são crotchless o suficiente.

CD: Qual foi a ultima vez que você vomitou?

KKW: Eu não tenho vomitado por anos e anos, e então bem antes do primeiro show do Kanye da sua turnê Yeezes eu estava tão doente que eu dificilmente pude assistir o show. Eu estava no banheiro o tempo todo.

CD: Ok, agora para a rodada super rápida

KKW: Vamos fazer isso!

CD: Peru bacon ou regular?

KKW: Regular

CD: Preto ou branco?

KKW: Preto. Duh!

CD: Balmain ou Givenchy?

KKW: Ambos.

CD: Tupac ou Biggie?

KKW: Tupac

CD: Beyonce ou Rihanna?

KKW: Ambas

CD: Café ou chá?

KKW: Chá

CD: Amigos ou família?

KKW: Família

CD: Pizza ou macarrão?

KKW: Pizza

CD: Peitos ou bunda?

KKW: Bunda

CD: Cortar ou não-cortar?

KKW: Cortar

CD: Quente ou frio?

KKW: Quente

CD: Dinheiro ou fama?

KKW: Dinheiro

CD: Steam ou Sauna?

KKW: Steam

CD: Ketchup ou maionese?

KKW: Nenhum. Talvez maionese – você pode usar no seu cabelo pelo menos para condicioná-lo

CD: Briga ou vôo?

KKW: Vôo

CD: Praia ou piscina?

KKW: Praia

CD: Gato ou cachorro?

KKW: Gato

CD: Rei ou rainha?

KKW: Rainha

CD: Musica ou sexo?

KKW: Essa é difícil…sexo!

CD: Cérebro ou corpo?

KKW: Corpo

CD: E qual sua posição sexual favorita?

KKW: De costas

CD: E nessa nota, acho que acabamos. Obrigada, Kim!

KKW: Obrigada, Cara!

 

Tradução equipe Cara Delevingne Brasil Fonte: Love Magazine

Categories: Entrevista Revista