Já tendo conquistado as passarelas e capas da Vogue, Cara Delevingne está se preparando para fazer sua estréia na tela grande. A modelo de 22 anos de idade, com aquelas sobrancelhas grossas famosas é uma revelação no novo filme de Michael Winterbottom, ‘The Face of an Angel’. Ela tem cinco outros filmes programados para 2015, incluindo a adaptação de Cidades de Papel e Peter Pan. ela também vai estar em Toronto durante todo o verão filmando Esquadrão Suicida, se preparando para ser a maior produção da nossa cidade até a data. Como ‘Enchantress’, ela atua ao lado de Will Smith e Jared Leto…

Sentei-me com Delevingne durante o TIFF 2014, em uma entrevista de mesa redonda no hotel Trump. Vestida em um terninho cinza, ela é corajosa e inteligente enquanto se apresenta e conta tudo sobre ela.

Por que você tem um leão tatuado no dedo?

Eu sou de leão. É minha primeira tatuagem, eu cresci sendo destemida em tudo. Eu escalava em qualquer coisa. E eu perdi isso quando comecei a modelar. Quando você trabalha muito e não sabe o que realmente quer, você apenas faz porque o trabalho está ali. Eu perdi aquele fogo interior, então eu tenho o leão para sempre trazer isso de volta na minha mente.

Você está sempre glamorosa, nas passarelas, nas capas da Vogue e até agora. Mas ouvimos muitas historia horríveis sobre o mundo da modelagem. Qual foi sua experiência?

É uma empresa do glamour. Uma vez que você está dentro é como “Rápido, rápido, espera, espera, vamos logo.” É outro modo de ver. Modelagem é baseada na sua aparência, não é a coisa mais profunda do mundo. Para mim, quando eu comecei parecia a coisa mais estranha do mundo. Eu nunca me importei com o que eu vestia quando criança e adolescente. Então para mim, era como brincar de se vestir.

E como você chegou a atuar?

Eu me lembro da minha primeira vez em um palco. Era um musical de natal. Eu era Maria e eu tinha um solo enorme. E eu amei causar reações nas pessoas, sorrisos, risadas ou choro. Fez-me sentir viva. A partir daquele dia, eu era como “Eu quero entreter as pessoas.”

Você também tem vontade de dirigir?

Eu definitivamente quero estar atrás das câmeras em um certo ponto. Eu aprendi muito vendo Michael Winterbotoom trabalhar. Eu sempre escrevo. Tem tantas coisas que me inspiram a todo tempo. Seria um crime não escrever essas coisas.

E você é músico?

Você conhece o ditado “pau para toda obra, mas perito em nenhum”? Espero que não seja verdade. Espero que eu possa fazer tudo. Eu não vou ficar enchendo muito minha cesta. Todo mundo começa a ficar aborrecido comigo. Eu já estou aborrecida comigo.

Eu comecei a tocar bateria quando tinha nove anos. Foi realmente bom para mim porque eu tenho muita energia. Eu estou constantemente em movimento e ritmo é vida. Eu amo ouvi-lo em tudo – mesmo discurso. Os tambores são minha expressão. Se eu ficar muito irritada, eu vou tocar bateria por horas e colocar tudo para fora. É como meditação.

Você faz uma sereia no novo filme do Peter Pan com Hugh Jackman. Peter pan é uma figura emblemática para você como é para tantos?

Eu amei Peter Pan. Eu nunca quero crescer. Você está bravo? A idade não significa muito para mim. Eu conheço muitos jovens de 50 anos que agem de modo mais novo que eu, e eu amo essas pessoas. Quando você mantém aquela criança dentro de você vivo, é maravilhoso, uma das coisas mais criativas. As pessoas mais criativas que eu conheço tem essa criança ainda correndo – como Michael Winterbottom

Fonte: Now Toronto

Categories: Entrevista