Cara Delevingne: “Eu sou do tipo de garota vive ou morre pela amizade”
A super modelo explica porquê ela é a melhor namorada do mundo.

Não há muitos amigos seus iriam se atirar na frente de um trem por você, mas é porque vocês não
tem o pensamento romântico estilo Romeo & Julieta de Cara Delevingne.

A modelo tem explicado que ela é uma das melhores amigas e amantes do planeta e como ela
está disposta a matar para proteger amigos e amantes de tudo e todos.

Ela disse para Loaded: “Lealdade é umas das coisas mais importantes no mundo pra mim. Uma
vez que eu me importo com alguém, pulo até na frente de um carro por ele. Eu sou do tipo
de garota que é vive ou morre pela amizade. Tudo envolve a sinceridade e a lealdade.”

Delevingne afirma que os opostos se atraem quando se trata de amor, inclusive em sua própria
relação com a cantora de 33 anos, Annie Clark (mais conhecida como St. Vincent).

O casal comemorou seu primeiro aniversário esse mês e Delevingne admitiu, “Eu não posso
namorar alguém que é parecido comigo, porque nós provavelmente acabaríamos nos matando. Eu
preciso de alguém com quem posso planejar coisas.”

Ela pode não ser a namorada mais organizada, mas a excêntrica, Cara diz que ela estaria
disposta a declarar seu amor por St. Vicent, tentando ser a rival da rockeira.

“Eu já fiz serenatas para várias pessoas antes, o que é realmente embaraçoso”, disse
Delevingne. “Eu costumava escrever muitas cartas de amor, e tenho viajado horas ou dias para
ver alguém.”

A modelo/atriz, que arrasou nas filmagens no filme Cidades de Papel, Pan e Esquadrão
Suicida, não é uma estranha ao entrar em contato com a profunda emoção. Ela falou no mês passado
como ela se sentia asfixiada e depressiva quando começou sua carreira, desenvolveu psoríase
e como estava “completamente suicida”.

A jovem de 23 anos disse no Women In The World Summit 2015 em Londres, “Eu não queria viver
mais. Eu pensava que estava completamente sozinha. Eu queria que o mundo me engolisse, e
nada seria melhor do que morrer, era louco.”

Delevingne acrescentou que teve um “colapso mental” antes de deixar a escola aos 17 anos
e começar a modelar.

Então ela se esforçou e viu modelos sendo “usadas” por fotógrafos predadores e que a desprezavam
dizendo que “não estava certa” para vários trabalhos. Delevingne culpa o estresse e vários
cometários prejudiciais sobre seu corpo por ter desenvolvido a psoríase e disse que se sentia como
um “Alien” quando as feriadas estavam vermelhas ou eclodiam e sangravam pelo seu corpo.
Delevingne disse que, desde então, vem lutando para sair da depressão e está tentando o seu
melhor para ser alegre e com suas caretas, que a faz encaixar com incessantes mensagens de auto-ajuda
em seus posts no Instagram.

Consagrada como a “Kate Moss da geração Y” Delevingne disse a Loaded que sua beleza é uma
construção cuidadosa da equipe de estilista e retoques fotográficos que dão certo. E, apesar de embalagem de mídia social com selfies a modelo acrescentou ela odiava ser fotografada quando não estava em uma sessão.

“Quando as pessoas dizem, ‘você parece realmente bonita naquela foto’, eu ficava tipo, ‘Bem, é 50% maquiagem, photoshop e fotografo, estilista e todos os outros'”, ela disse, “Eu tenho sorte porque consigo fazer isso e é divertido, mas todo mundo tem um dia ruim e ás vezes fica chato, especialmente quando você está comendo ou no banheiro. Ou precisa ir na academia – é uma merda”.

Fonte: Loaded 

Facebook
Instagram
This error message is only visible to WordPress admins

Error: No connected account.

Please go to the Instagram Feed settings page to connect an account.

Parceiros
  • Blake Lively Brasil