A USA Today conversou com John Green e Nat Wolff sobre o filme Cidades de Papel, filme no qual Cara Delevingne protagoniza.

John Green quis deixar claro na entrevista que Cidades de Papel é muito diferente de A Culpa é das Estrelas, seu primeiro livro a ganhar adaptação no cinema em 2014.

“Cidades de papel é muito diferente de A Culpa é das Estrelas, em todas as formas possíveis. Hollywood está tão acostumado a franquias. Mas isto não é uma série. É uma história sem relação que é bonito e engraçado, e tem um grande coração.”

Em Cidades de Papel, Wolff é Quentin, ou “Q”, cuja infância muda quando a menina Margo (Cara Delevingne) muda-se a casa ao lado. Quando eles chegam ao ensino médio, a bela, impulsiva Margo está em um estrato social diferente.
Mas ela aparece na janela de “Q” para uma noite de aventura e vingança contra multidão populares da escola. Na manhã seguinte, Margo desaparece, levando “Q” se arriscar com seus amigos para pegar a estrada e encontrá-la.

“Quando eu ouvi que Delevingne estava fazendo uma audição, foi como, ‘Não.’ É claro que eu pensei que era uma loucura “, diz Green. “Mas então eu vi a audição. Ela entende Margo de maneira que ninguém que eu já conheci entende.”

 

“Nós chamamos uns ao outro pelos nomes de nossos personagens. Nós saímos constantemente. Nós pensamos sobre o filme o tempo todo”, diz Wolff. “Este mundo tornou-se uma espécie de vida real.”

“E então tudo acabou. Às vezes é mais fácil desapegar de um personagem. Mas eu quase queria que Cidades de Papel fosse minha vida.”

 

Fonte: USA Today

Facebook
Instagram
This error message is only visible to WordPress admins

Error: No connected account.

Please go to the Instagram Feed settings page to connect an account.

Parceiros
  • Blake Lively Brasil